PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DOS METALÚRGICOS DE MINAS É APROVADA

Publicado em 30 de julho de 2020 | destaque, Notícias

A pauta de reivindicações para a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) dos metalúrgicos da CUT de Minas Gerais foi aprovada, por unanimidade, durante assembleia virtual realizada nessa quarta-feira, 29 de julho.

O documento será entregue à Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG), nesta sexta-feira, 31, dando início à campanha salarial dos metalúrgicos de Minas, que este ano tem como eixo: Saúde, Emprego, Direitos e Valorização.

Os metalúrgicos (as) reivindicam aumento salarial de 5,78%, para quem ganha até R$ 6.913,57. Para quem ganha acima deste valor, reajuste único de R$201,87.

Os trabalhadores (as) pedem um abono único e especial, para funcionários de empresas que não têm PLR, no valor de R$600,00.

Ainda sobre as cláusulas econômicas, os metalúrgicos (as) reivindicam piso salarial de R$ 1.252,01, para trabalhadores de empresas com até 10 empregados. R$1.282,27 para trabalhadores de empresas com mais de 10 e até 400 funcionários. R$ 1.368,37 para trabalhadores de empresas com mais de 400 e até 1000 empregados. E R$1.691,85 para trabalhadores de empresas com mais de mil funcionários. Os valores são para jornada de trabalho de 220 horas mensais.

Este ano os metalúrgicos (as) reivindicam o retorno dos percentuais antigos de hora extra de 60%, 65%, 75%, 85% e 100%. Na CCT atual, cada percentual deste foi reduzido em 5%.

Entre as novidades, vale destacar o pedido de uma cesta básica no valor mínimo de R$150,00 e a cláusula sobre medidas de proteção à saúde, a higiene e à integridade física, com o objetivo de prevenir a disseminação de toda e qualquer doença infectocontagiosa.

Houve alterações na cláusula sobre homologação. Foi criada a opção de se homologar com o Sindicato através de vídeo conferencia e no caso do trabalhador (a) abrir mão de ser assistido pelo sindicato no ato da homologação, o mesmo deverá protocolar no Sindicato uma carta renunciando a este direito.

Os metalúrgicos reivindicam a renovação, sem alteração, de mais de 80 cláusulas sociais. A data base dos metalúrgicos de Minas é 1º de outubro.

Comentários foram encerrados.