Termina em impasse reunião da campanha salarial da Usiminas realizada no MTE

Publicado em 8 de fevereiro de 2019 | destaque

Terminou em impasse reunião entre o Sindicato dos Metalúrgicos de BH/Contagem e região e a Usiminas, realizada no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), nessa quarta-feira, 6 de fevereiro.

O encontro foi para debater clausulas da pauta da campanha salarial 2018/ 2019. O Sindicato solicitou a mediação do MTE para tentar avançar nas negociações, uma vez que a Usiminas insiste em implantar o mesmo acordo firmado em Ipatinga.

Os metalúrgicos reivindicam que o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) garanta, entre outras coisas, estabilidade para trabalhadores em vias de aposentadoria; reajuste para quem ganha acima de R$ 10 mil; taxa de fortalecimento para o sindicato e recomposição das perdas salarias de 2014.

Em 2014, a Usiminas assinou acordo com reajuste zero, mas se comprometeu em repor as perdas, que na época foram de 10%, assim que a empresa retomasse o equilíbrio econômico. A proposta do sindicato é que a Usiminas faça a recomposição aos trabalhadores gradativamente.

A Usiminas propõe reajuste salarial de 4% e abono de R$ 1.700,00. Está marcado para o dia 15 de fevereiro reunião no Ministério Público do Trabalho (MPT) para tentar avançar nas negociações e assegurar a valorização dos metalúrgicos e metalúrgicas.

Comentários foram encerrados.