CAMPANHA SALARIAL 2021/2022: Pauta de reivindicação é aprovada com várias novidades

Publicado em 28 de julho de 2021 | destaque, Notícias

A pauta de reivindicação da Campanha Salarial Unificada dos Metalúrgicos de Minas 2021/2022, aprovada durante assembleia geral realizada nessa terça-feira, 27 de julho, será entrega à Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG), dia 30 de julho, às 10h00, dando início às negociações para renovação da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

Os metalúrgicos, representados pela FEM/CUT-MG, FITMetal e FEMETAL MINAS, reivindicam, além do reajuste salarial acima da inflação, abono único e especial de R$ 700,00 e piso salarial com valor mínimo de R$ 1.423,06 e máximo de R$ 1.877,63.

A comissão de trabalhadores vai lutar por redução da jornada de trabalho sem redução de salário, hora extra de 100%, licença maternidade de 180 dias, licença paternidade de 30 dias e garantia de emprego ou salário por 90 dias após a assinatura da CCT.

Os metalúrgicos reivindicam ainda que as homologações sejam realizadas no Sindicato, creche, independente do número de mulheres na empresa, e vigência das cláusulas sociais do acordo por dois anos.

Outra mudança proposta na CCT em negociação é, no caso de parcelamento de férias, um dos períodos não poderá ser inferior a 14 dias. Antes eram 10 dias.

“Para avançar nessas lutas, a participação e o apoio dos trabalhadores (as) será fundamental. Somente com organização, mobilização e empenho seremos capazes de conquistar e mostrar que valorizar a pessoa que gera lucro para a empresa também é essencial, disse Geraldo Valgas, presidente do Sindimetal.

Comentários foram encerrados.