Campanha Salarial: FIEMG insiste em reduzir direitos dos metalúrgicos

Publicado em 30 de setembro de 2020 | Notícias

As negociações da campanha salarial unificada dos metalúrgicos de Minas 2020/2021 seguem em andamento. Durante as reuniões que aconteceram, a patronal, através da FIEMG, insiste em retirar cláusulas importantes da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

A comissão de trabalhadores segue firme na defesa da manutenção dessas cláusulas e na luta pela ampliação dos direitos e garantias dos metalúrgicos.

Diante deste cenário, até o presente momento não se debateu os percentuais de reajuste salarial. Os metalúrgicos reivindicam 5,78% de aumento.

Em breve os trabalhadores e trabalhadoras serão convocados para, em assembleia, deliberar sobre os rumos da campanha salarial 2020/2021.

Além do reajuste, os metalúrgicos reivindicam manutenção das cláusulas sociais, abono de R$600,00, para trabalhadores de empresas que não têm PLR (Participação nos Lucros e Resultados) e a ampliação de medidas de segurança e higiene para prevenir a contaminação pelo coronavírus, entre outras.

Comentários foram encerrados.