Metalúrgicos de BH/Contagem aprovam pauta de reivindicações

Publicado em 24 de julho de 2017 | Notícias

Em assembleia realizada no domingo (23/07), os metalúrgicos de BH/Contagem e região aprovaram, por unanimidade, a pauta de reivindicações da campanha salarial unificada 2017.

Durante o encontro, os diretores do Sindicato e FEMCUT/MG, explicaram que este ano a luta será ainda mais difícil e que, para conquistar a vitória, será fundamental a participação dos trabalhadores do começo até o fim.

Vale destacar que a campanha salarial será novamente unificada através da Federação Estadual dos Metalúrgicos da CUT (FEM/CUT-MG), FITMetal, Femetal e Força Sindical. Portanto são aproximadamente 200 mil metalúrgicos unidos na luta por melhores salários e condições de trabalho.

Veja abaixo algumas das principais reivindicações da pauta dos metalúrgicos de Minas Gerais, que será apresentada aos patrões no próximo dia 31 de julho.

-Reajuste salarial com o índice do INPC acumulado de
setembro de 2016 à outubro/2017 + 3% aumento real = 7%

– Piso salarial com valor atualizado e com uma faixa a menos:
Até 400 empregados = R$ 1.177,66
De 401 até 1.000 empregados =, R$ 1.259,28
Mais de 1.000 empregados = R$ 1.557,78

– Abono de um salário nominal a ser pago juntamente com os salários de fevereiro de 2018

– Redução da jornada para 40 horas semanais

– Horas extras:
Acréscimo de 65% com relação hora normal
Acréscimo de 75% com relação hora trabalhada aos sábados
Acréscimo de 85% acima do limete de 40h mensais

-As contratações para home office, sobreaviso, trabalho intermitente ou teletrabalho, serão reguladas pela CCT.

– Férias divididas somente em duas vezes.

– Trabalho da gestante em condição insalubre ou perigosa dependerá de autorização prévia do médico responsável pelo pré-natal.

Comentários foram encerrados.